London_fogNS.jpg
PN014.jpg
PN013.jpg
PN012.jpg
PN011.jpg
PN010.jpg
PN009.jpg
PN008.jpg
PN007.jpg
PN006.jpg
PN005.jpg
PN004.jpg
O Portal Nicole é um fã site feito de fãs para fãs, não temos qualquer contato com a Nicole Scherzinger, ou com seus familiares e agentes. Os artigos e traduções publicados aqui são feitos pela equipe, e são de propriedade do site e qualquer reprodução, mesmo parcial deverá ser comunicada ao site antes de sua publicação. As imagens e vídeos publicadas no site, são de propriedade de seus criadores, divulgamos com o intuito de manter os fãs atualizados. Não temos a intenção de infringir qualquer direito. Antes de qualquer ação, por gentileza entrar em contato pelo nosso E-MAIL.
Nicole Scherzinger fala sobre interpretar o papel de sua vida em ‘Sunset Boulevard’
dez 14 2023

Em entrevista ao London Theatre UK, Nicole Scherzinger falou sobre seu retorno aos palcos de Londres no papel de Norma Desmond em Sunset Boulevard. Confira a entrevista completa e traduzida:

Como você se relaciona com Norma?
Nicole: É meio louco. Às vezes, sinto-me como uma Norma Desmond dos tempos modernos, porque aqui está uma história sobre essa mulher que mora nesta casa nas colinas ao largo da Sunset Boulevard. E eu realmente moro em uma casa grande nas colinas ao largo da Sunset Boulevard. Eu tive meu status de popstar no meu auge há uma década, e agora as coisas mudaram tanto. Ela é a estrela de cinema, e eu sou a popstar. No aspecto humano e emocional, o sentimento de abandono, solidão, vazio, inseguranças, medo, pensar demais, analisar demais – eu tendo a fazer isso. Acho que ela também faz. E essa é nossa maneira de tentar ter controle sobre coisas que sentimos que não temos controle.

Também há muitas referências à sua própria carreira no espetáculo. Como você abordou a criação desses momentos?
Nicole: Quando você pensa inicialmente nesse papel, achava que ele foi escrito para ser interpretado por uma mulher na casa dos 50 anos, mas Glenn Close realmente desempenhou esse papel quando tinha 47 anos. Então, quando você pensa inicialmente no papel, você pensa algo como, “Ah, eu tenho que interpretá-la mais velha ou mais dramaticamente, ou algo do tipo.” E Jamie disse: “Absolutamente não. Isso é dos tempos modernos – interprete como você mesma.” E ele realmente me deu a liberdade e a permissão para simplesmente ser eu mesma. Então, você vê que algumas das danças são uma homenagem à minha carreira de pop star. Brincadeiras divertidas com as câmeras são uma homenagem à minha carreira no pop.

Você mencionou que se apaixonou pela música, e este é seu segundo musical de Andrew Lloyd Webber. O que você ama na música dele?
Nicole: A música de Andrew simplesmente me transporta para outro mundo, e ela tem uma sensação tão cinematográfica, o que é tão bonito. Eles conseguiram traduzir essa vida de estrela de cinema para o teatro, e a interpretação moderna de Jamie combinada com a cinematografia nesta produção é incrível. Além disso, acho que Don Black e Chris Hampton fizeram um trabalho brilhante com as letras. Sinto que foi escrito para mim, eu simplesmente amo. Minha linha favorita é: “Daremos ao mundo novas maneiras de sonhar.” Todo mundo precisa de novas maneiras de sonhar. Tudo na minha vida – todas as lutas, todas as coisas boas, tudo pelo qual passei – está se fechando e se unindo neste espetáculo, e estou trazendo a performance mais real, verdadeira, honesta e autêntica que posso.

Você já se preocupou que o público não entenderia essa nova abordagem do musical?
Nicole: Eu sempre digo que deixe seu trabalho falar por si mesmo. Eu estava realmente orgulhosa do trabalho que estávamos fazendo, e era assustador porque era algo tão novo. Era tão revelador. Era tão exposto. Não havia fumaça e espelhos. Mas ao mesmo tempo, parecia tão especial porque estávamos fazendo algo que as pessoas normalmente não fazem. E realmente focando na história e no aspecto emocional humano. E acho que, quando me concentrei profundamente nisso, não estava pensando no que os outros pensariam. Dito isso, não vou mentir. Depois da nossa primeira prévia, voltei para o camarim e chorei porque não sabia se eles tinham gostado ou não. Eu estava com medo porque é o seu bebê, e você coloca tudo em jogo. Você se expõe da maneira mais vulnerável e mostra as partes mais vulneráveis de si mesmo. E você só quer que as pessoas consigam se conectar, entender e realmente receber isso.

Há mais alguma coisa que você gostaria de compartilhar?
Nicole: Este é o papel de uma vida. Nunca estive tão exausta em toda a minha vida. Nunca me senti tão realizada fazendo algo. Sinto que finalmente estou de volta ao lugar onde nasci para estar, e é realmente maravilhoso. Sinto que estou no auge. Esta é a forma mais física que já estive. Este é o momento mais sábio da minha vida. Com toda a minha experiência de vida e tudo mais, este é o melhor momento para eu realizar meu trabalho mais significativo. Então, acho que a tragédia é: por que Norma é ignorada e descartada? Por que ela é considerada uma relíquia do passado? Por que ela não é relevante? E essa é a tragédia também da indústria em que vivemos agora.

Matéria original

Luis Felipe X 98 37
Musical sunset boulevard
Sem Tags
Comentários fechados no momento