London_fogNS.jpg
PN014.jpg
PN013.jpg
PN012.jpg
PN011.jpg
PN010.jpg
PN009.jpg
PN008.jpg
PN007.jpg
PN006.jpg
PN005.jpg
PN004.jpg
O Portal Nicole é um fã site feito de fãs para fãs, não temos qualquer contato com a Nicole Scherzinger, ou com seus familiares e agentes. Os artigos e traduções publicados aqui são feitos pela equipe, e são de propriedade do site e qualquer reprodução, mesmo parcial deverá ser comunicada ao site antes de sua publicação. As imagens e vídeos publicadas no site, são de propriedade de seus criadores, divulgamos com o intuito de manter os fãs atualizados. Não temos a intenção de infringir qualquer direito. Antes de qualquer ação, por gentileza entrar em contato pelo nosso E-MAIL.
Nicole Scherzinger fala sobre músicas novas, Sunset Boulevard e mais com Dermot O’Leary
out 01 2023

Nicole Scherzinger esteve na BBC Radio 2 no Sábado, 30 de Setembro, para conversar com Dermot O’Leary sobre seu papel em Sunset Boulevard e falar sobre sua carreira. Scherzinger falou sobre suas novas músicas e o que as pessoas podem esperar de sua atuação como Norma Desmond. Confira a entrevista traduzida abaixo ou ouça o áudio original (em inglês) no nosso soundcloud.

Dermot O’Leary: Como você está? Scherzinger ding dong, você está aqui!.

Nicole Scherzinger: Estou fantástica! Sinto que vim direto do show para cá e daqui vou direto para mais dois shows.

Dermot: Obrigado por vir. Sábado é um dia cheio no teatro.

Nicole: Sim, mas tudo bem. Estamos aqui e o Sol está brilhando por nós.

Dermot: Parabéns por Sunset Boulevard. Sabe, eu te vi em Cats. E tive uma noite incrível assistindo você em Cats.

Nicole: Obrigada!

Dermot: Foi tipo, vimos você e depois saímos e recriamos Cats nas ruas de Londres. Foi loucura.

Nicole: Sim. Tomamos um pouco de coragem líquida.

Dermot: Exato. Mas é interessante, porque como Grizabella, era tipo “ok, tudo pronto? Preciso entrar no palco, acabou, arrasei.”

Nicole: Eu subia no palco por 3 minutos. Agora é um pouco diferente. É um mundo diferente. É incrível. Estou trabalhando com Andrew de novo, ele tem uma orquestra de 17 instrumentos. Ele é ótimo. Ele aparece em alguns dias e também escreveu novas músicas pro espetáculo, porque é uma vers!ao mais moderna, contemporânea, completamente diferente, uma interpretação reimaginada. Então ele ainda escreveu coisas novas. E o brilhante diretor Jamie Lloyd, que transforma tudo na própria cabeça. Eu amo aquele cara. Ele é unico. Ele foi quem teve a visão para eu fazer parte disso.

Dermot: Bom, eu já vi o trabalho dele várias vezes ao longo dos anos, desde Director Richard III e Beth and Seagar.E toda vez que vejo algo dele, penso que é diferente do que eu esperava e eu amo teatro. Então se ele fez isso em Sunset Boulevard, é um jeito muito contra-intuitivo de funcionar.

Nicole: É diferente porque você está acostumado com teatro, mas no musical é diferente, ele enxugou tudo. É sobre a experiência humana. É muito real e honesto. Então sim, você é obrigado a se envolver na peça e apenas escutar, porque não tem distrações. Nós ficamos expostos lá.

Dermot: Não foi isso que eu esperava. Como acontece, Scherzy?

Nicole: Exato! É incrível. Estou cheia de dores e hematomas no corpo. É intenso.

Dermot: E como a peça surgiu? Presumo que você estava fazendo suas coisas,seja em Los Angeles ou no Hawaii, onde quer que você estivesse, e aí recebe uma ligação, porque sei que você ama o teatro. E a gente se conhece há bastante tempo e eu já te vi se apresentar. A) no palco e B) em shows intimistas para produtores de teatro..

Nicole:Sim, nos meus showcases!

Dermot: Isso é incrível. Foram performances incríveis. Você deveria fazer mais disso.

Nicole: Obrigada, Derm.Sabe, eu amo teatro e nada vai me impedir de cantar o que eu quero cantar, de contar as histórias que eu quiser a partir de música, então vou simplesmente criar meu próprio show.

Dermot: Sim, muito bom. É isso que precisa acontecer. Isso deveria ser um show. br>
Nicole: Aguarde até você ver o musical. As vezes, o que eu faço, eu sinto que tenho tanto a entregar, pelo quão apaixonada eu sou.

Dermot: Você sempre dá o seu melhor.

Nicole: Sim, eu sinto que só mostro uma porcentagem do meu potencial. Então, bom, venha e veja o musical, onde estou mostrando tudo que tenho. Existem tantas faces de Norma Desmond que as pessoas não esperam. É tão legal, essa visão do Jamie. Ele combinou filme e teatro.

Dermot: Wow. E como aconteceu? Foi do nada? Ou as pessoas começaram a falar sobre?

Nicole: Jamie veio direto até mim. E sabe onde a gente se encontrou? A primeira vez que a gente se encontrou foi no Savoy, pra tomar um chá. É como se fechasse um ciclo. Ele basicamente disse: ‘Vai soar louco mas eu literalmente tive um sonho, uma visão, e você era a Norma Desmond’. E eu falei pra ele ‘Existem muitos personagens que eu quis fazer no teatro e esse não era um deles’.

Dermot: Porque você tem muito a mostrar.

Nicole: Bom, a Norma tem muito a mostrar, mas eu pensei que, originalmente, ela era pra ser uma personagem mais velha. E na verdade não é sobre idade, é sobre a experiência humana, que todos nós passamos, que todos nós lidamos, sobre mudanças, sobre buscar a validação dos outros, sobre não ser o suficiente. E sobre solidão, e acho que todos nós podemos nos relacionar com isso.

Dermot: Uau, muito atemporal todos esses temas. Especialmente agora.

Nicole: Sim, quando você pega um clássico como esse, e que com a mesma história, também está falando de coisas dão modernas e temporais como hoje. É exatamente o que passamos hoje, com a indústria, e como nós nos sentimos.

Dermot: E [a música] With One Look?

Nicole: É brilhante. Ela é brilhante.

Dermot: Mas a sua versão é diferente.

Nicole: Sim, é tão estranho ouvir [outra versão], porque eu vivo e respiro essa letra todas as noites pelos últimos meses, ensaiando e tudo mais, e agora nas apresentações. É uma interpretação completamente diferente quando eu canto ela. Mas, sabe, ela é icônica.

Dermot: Nicole Scherzinger, ding dong. Ela está se apresentando em Sunset Boulevard no teatro Savoy até 6 de Janeiro.

Nicole: Estou chegando, Derm, eu sou teatral, eu sou uma atriz. E agora meu nome é Nicole Scherzinger Ding Dong.

Dermot: Ela é tipo um ding dong. Mas você ama teatro desde cedo, do seu tempo em Kentucky.

Nicole: Sim, frequentei uma escola de artes cênicas para jovens e me apaixonei. Sabe, quando eu era mais nova, me apaixonei pela voz da Whitney Houston, certo? E eu só queria ser… Eu amava música, queria cantar, mas queria ser criativa. Então encontrei meu tipo, minha tribo, na escola de artes cênicas no ensino médio e pude aprender de tudo, desde voz até dança e canto, e tudo mais.

Dermot: Você se lembra da primeira música da Whitney Houston que…

Nicole: “The Greatest Love of All”. Mudou minha vida. Com seis anos de idade.

Dermot: E mais alguém? Porque também foi o Prince para você. Eu vi você… Vi você cantando algumas músicas do Prince.

Nicole: Sim, “Purple Rain”. Bem, eu descobri o Prince um pouco mais tarde, mas acho que naquela época foi Whitney Houston e depois Mariah Carey e depois Paula Abdul. E foi legal ver essas mulheres. Elas eram tão poderosas para mim, e também eram mulheres de cor, sabe? Então, quando eu era pequena, era como “nossa, posso me identificar com elas”.

Dermot: Ei, ouça, é ótimo que você consiga encontrar tempo para isso, porque… Eu diria que seu ano está bastante planejado em termos de onde você sabe que estará quando. Então, isso… Você teve que se mover bastante para encaixar isso? Porque sei que você ama tanto. E eu te amo. Também sei que você adora novos desafios. Você está sempre se superando.

Nicole: Não apenas encontrei tempo, porque achei isso realmente importante, porque como ela diz, estou de volta onde nasci para estar em suas letras, mas fiz tempo. Na verdade, tive que dizer adeus e não fazer “The Masked Singer” nos Estados Unidos por causa disso. Então eu escolhi isso.

Dermot: Você quer dizer para sempre?

Nicole: Não, mas acho que escolhi isso, e isso foi importante no momento certo.

Dermot: Muito bem, você. Isso é enorme. Porque é um grande show. E você está tipo, é tão divertido.

Nicole: É, e é… Mas, sabe, tenho feito isso por muitos anos, e eu amo isso e amo minha família. Eles são minha família do “Masked Singer”, mas eles entenderam e foram muito solidários comigo. E agora eu estou…

Dermot: Quem é sua substituta?

Nicole: Rita

Dermot: Ah, a Rita está fazendo. Está tudo bem.

Nicole: Sim, ela sabe exatamente o que está fazendo. E ela é ótima nisso.

Dermot: Então, o que vem a seguir? O que você vai fazer depois de janeiro?

Nicole: Eu não sei. Estou tentando superar o dia de hoje… Vamos superar esta temporada, certo? Pelos próximos 13 semanas. Acho que vou fazer o quê depois… Comer tudo e deitar ao sol em algum lugar, é o que vem a seguir. Não, tenho trabalhado na música. Tenho que tocar para vocês as minhas novas coisas. Trabalhei na música e… Escrevi todas as músicas aqui em Londres, com todos os produtores e compositores de Londres, e eles foram simplesmente brilhantes. E estou muito orgulhosa da minha música.

Dermot: Então, você vai dar um tempo depois disso, ir pegar sol e comer muitas coisas.

Nicole: Por um fim de semana, e depois volto direto ao trabalho.

Dermot: Ótimo. Exato. Então minha história de paddleboard no frio é… Oh, meu Deus… julgamentos e arruinar… Antígua, acho que é. Eu vou pegar um voo muito longo e porque eu já estive lá alguns dias antes e estou tipo… E entro no quarto e é como… A garrafa da empresa… A garrafa de rum da empresa no quarto. E eu olho… Só olho para ela e tenho uma conversa com ela quando chegar lá. Vou ficar tão bêbado antes de abrir você. Você parece sujo. Sujo. De qualquer forma, eu vou nadar e estou meio que contornando uma espécie de píer e estou tipo, Oh, sim. Estou só com jet lag. Estou me sentindo tão bem. Estou no caparão. É tão bom. E ouço tipo… Oh, sim! De trás do píer, eu estava tipo, de onde vem isso? O que é isso? De onde está vindo isso? E basicamente Nicole e seu amigo estão de paddleboard com a tal garrafa de rum, cerca de três quartos do caminho, dizendo, Sim, como vai? Está no paddleboard!

Nicole: Acho que eles estavam me procurando. Eu deveria estar filmando… Eles estavam tipo, ela está lá fora na água.

Dermot: E muita diversão com Nicole ao longo dos anos. Bebendo muitas coisas diferentes. Vinho de cozinha, ficando bêbada com vinho de cozinha. Todas senhoras antigas.

Nicole: Nós tivemos! Eu tenho na verdade um agitador em casa. É um agitador Scherzy. Mas você me deu. O agitador Scherzy. Estou muito orgulhosa do meu agitador. Conto essa história para todo mundo. Mas sobre a nova música, mal posso esperar para você ouvir.

Dermot: Com certeza. Brilhante. Escute, muito obrigado por vir, Nicole. Você está assistindo à Copa do Mundo, aliás? Quem entregou a você, Thom? O rugby é uma ordem de peixes? Você está nisso?

Nicole: Na verdade, eu estou assistindo um pouco disso porque meu único dia de folga é domingo, então nós assistimos… Acho que de…

Dermot: Você está tipo, estou tentando dormir.

Nicole: Acho que foi… Quer dizer, eu sei que a Inglaterra vai me odiar, mas acho que Fiji não venceu a Inglaterra?

Dermot: Eles venceram, mas acho que talvez tenham que jogar novamente, eu acho.

Nicole: Eu estava apenas orgulhosa porque, você sabe, a cultura polinésia.

Dermot: Certo, então você tem um pé em todos os campos aqui.

Nicole: Acho que a Escócia jogou outro dia, certo?. Dermot: Muito em breve. Sim. Mas sim, jogaram. Quero dizer, é uma Copa do Mundo, então você continua jogando o tempo todo. Sim, então… Não quero te colocar em uma saia justa agora. Só estou me perguntando se você está acompanhando.

Nicole: Tommy faz… Sim. Ele não perde, então sim, eu… No meu dia de folga. Estávamos em um pub outro dia assistindo.

Dermot: Talvez eu esteja aqui apenas para dormir. Eu tenho um programa esta semana. Só preciso ir para casa. Scherzy, muito obrigado.

Nicole: Eu te amo, Derm.

Tradução e adaptação: Portal Nicole

Luis Felipe X 131 33
Agenda Entrevistas Musical sunset boulevard
Sem Tags
Comentários fechados no momento